Relogio Com Comentario

VERSÍCULO DO DIA

sexta-feira, 8 de julho de 2011

A CONTRADITÓRIA DOUTRINA MÓRMON

EM QUE CREEM REALMENTE OS MÓRMONS?
O mormonismo foi fundado por Joseph Smith Jr, tendo por base a sua primeira visão, segundo a qual, após orar pedindo a Deus sabedoria a fim de saber a qual igreja deveria se unir, o próprio Deus Pai, acompanhado pelo Senhor Jesus Cristo, lhes apareceram e declararam que todas as igrejas haviam apostatado e estavam corrompidas. Disse ele certa vez, acerca de seus ensinos: “Quando vos ensinei algo errado desta tribuna?” “Alguma vez já me viste confuso?” 
Com este estudo, pretendemos que o leitor tire suas próprias conclusões, ou seja, se os ensinos do fundador do mormonismo Joseph Smith Jr, são ou não confusos. Depois, temos a sugestão dos próprios mórmons para desmascarar o fundador dessa seita, caso seus ensinos não correspondam à verdade.
Este desafio, feito pelos próprios mórmons, foi lançado nos seguintes termos:
"O mormonismo, como é chamado, tem que resistir ou cair com a história de Joseph Smith. Se Joseph Smith foi um impostor que tentou deliberadamente induzir o povo ao erro, ele deve ser desmascarado, refutados todos seus ensinamentos e provado à falsidade de suas doutrinas, pois é impossível fazer que as doutrinas de um falso profeta concordem em todos os pormenores com a verdade divina. Se seus ensinamentos e declarações fossem baseados na fraude e no engano, apareceriam muitos erros e contradições, fáceis de averiguar. As doutrinas dos falsos mestres não resistem à prova quando confrontadas com os padrões de medida comprovados, as Escrituras.”
Então baseados nestas declarações dos mórmons, através deste estudo, mostraremos a confusão que impera no mormonismo, uma vez que Deus não é Deus de confusão, como aparenta ser o deus dos mórmons.
            Na verdade, o mormonismo inteiro, até mesmo em seus pormenores, é uma inteira contradição. Começando com a primeira visão até às suas doutrinas. Os erros, heresias e contradições do mormonismo se chocam em quatro áreas que gostaríamos de analisar com os irmãos, a saber: Bíblia, a história, a ciência e os escritos mórmons.
CONTRADIÇÕES CIENTÍFICAS 
Joseph Smith ao que parece não possuía uma cultura que o qualificasse para escrever ou falar sobre historia, ou origem dos povos, desconhecia por completo a história dos povos antigos. Por isso seus relatos chocam-se frontalmente com a ciência nas áreas da arqueologia, antropologia, história e teologia.
      1-    No livro de Mórmon, em varias passagens  aparecem vários materiais que na época indicada pelo livro, não existiam ainda. Fato que comprova que tais relatos não são dignos de credito.
ü    Em I Nefi 4:9 e 16:18, aparece uma espada de aço. (Ano 589aC)
Refutação: A ciência nos diz que nessa época ainda não existia o aço, mas somente o bronze.
ü  Em I Nefi 16:10,28 e 18:12, no livro de mórmon, aparece uma bússola.
Refutação: A Bússola ainda não existia no ano 589 aC. Seu uso como instrumento de orientação só é comprovado no século XII. Por volta do ano 1300 se registraram as primeiras referências a seu uso entre os árabes e na Europa.
2-    O livro de Mórmon afirma que existiram grandes civilizações na América, textos como: Mórmon 1:7, Jarom 1:8, II Néfi 5:15, Éter 9:17-19 provam isso:
Refutação: Contudo a arqueologia não encontrou nenhum vestígio de tais civilizações que comprovem a veracidade do Livro de Mórmon.
ü  Em I Nefi 18:25, Nefi alega que chegando a “terra abundante”, o nome que Smith deu para a América, encontraram ali cavalos, bois, cabritos [Enos 1:21] entre outros.
Refutação: A maioria desses animais não existia ali até os ingleses os levarem. Os espanhóis foram os primeiros a levarem cavalos para o México.
ü  Em I Nefi 7:2, aparece um judeu por nome de Ismael.
Refutação: Dificilmente um judeu colocaria o nome do pai de uma tribo rival em seu filho. Ismael era filho de Hagar com Abraão, e sua descendência, os ismaelitas, que tornou-se rival dos israelitas.
ü  Joseph Smith usa a palavra judeu, 600 anos antes de Cristo [I Nefi 13:23 e II Nefi 33:8]
Refutação: A palavra “judeu” naquela época não tinha nenhum significado ainda para os hebreus que eram chamados de Israelitas.  Que passaram a ser chamados de judeus apenas após o cativeiro babilônico, de onde se deu origem ao termo JUDAISMO. Que a partir de então passou a ser referente a religiosidade do povo.

CONTRADIÇÕES COM A BÍBLIA
  ü  O livro de Alma 7, 9 -10, fala claramente que Jesus nasceria   em Jerusalém. Provando ser assim um relato falso.
Refutação: A Bíblia por outro lado afirma que seu nascimento aconteceria em Belém para que se cumprisse a profecia. Mq 5.2 Mt 2.1
   Em Helamã 14:20, durante a crucificação de Jesus, é dito que as trevas por sobre a terra duraram 3 dias.
Refutação: A Bíblia por sua vez assevera que isto durou apenas 3 horas, desmentindo assim o livro de Mórmon. Mt 27.45; Mc 15,33.
No livro de Helamã 12:26 é citado um versículo do NT como se este já existisse 6 anos antes de Cristo nascer: “Sim, que serão condenados a um estado de infindável miséria, em cumprimento às palavras que dizem: Os que praticaram o bem terão vida eterna; e os que praticaram o mal terão condenação eterna.”
Refutação: Essas palavras constam do Evangelho de João que foi escrito no fim do primeiro século (90dC) “os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida, e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.” (Jo 5:29) Como isto poderia ser cumprido como escritura, se foi escrito quase sem anos depois? Só existe uma explicação plausível: plágio, e mesmo assim, muito mal feito.
ü  Em I Nefi 15:29 diz que o inferno foi preparado para seres humanos iníquos.
Refutação: A Bíblia desmente esta afirmação dizendo que o inferno foi preparado para o diabo e seus anjos e não para as pessoas. Mt 25.41
ü  No livro de Ômni 1:25 e também em Alma 9:21, o escritor insta o povo e o rei a acreditarem no “dom de línguas” e no dom de “interpretação de línguas”.
Refutação: Este livro alega ser de 323-130 aC. Mas como poderia existir tal dom nesta época se a Bíblia diz que o Espírito Santo e estes dois dons foram dados somente no dia de Pentecostes no ano 33 dC? Há de se esclarecer ainda que estes dois dons são exclusivos da época neotestamentaria, ou seja, do novo Testamento. Todos os demais dons do Espírito se encontram de maneira esparsa no AT, menos exatamente estes dois, o que torna impossível biblicamente esta afirmação do livro de Mórmon.
ü  Os erros de Smith chegam a causar repudio. Veja que em Alma 46:13-15. Ele chama de Cristãos o povo perseguido.
Refutação: É tão vergonhoso este fato que acredito que Smith não estudava realmente a Bíblia sagrada. Só mesmo um analfabeto teológico para cometer um erro gritante como este. Tal episódio é datado no livro de Mórmon cerca de 70-72 aC. Como isto poderia ocorrer se a Bíblia diz claramente que os discípulos foram chamados de cristãos pela PRIMEIRA VEZ em Antioquia? Observe; “e em Antioquia os discípulos PELA PRIMEIRA VEZ foram chamados cristãos.” At 11:26.
Quem merece crédito: a Bíblia ou o Livro de Mórmon? Gostaria nesse momento citar uma passagem bíblica que muito se adequa ao mormonismo e ao seu fundador. Gl 1.8-9.

CONTRADIÇÕES EM SEUS ESCRITOS
ü  Diz Joseph Smith que um Élder é um apóstolo e sua missão é batizar. Veja [Doutrinas e Convênios 20:38,39] (Isso ensinam porque creem que a salvação se consegue por meio do batismo)
Refutação: Paulo, que era um apóstolo, afirma o contrário ao dizer: “Porque Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar o evangelho”  I Co 1.17.
ü  Em seu livro Doutrinas e Convênios 24:15 “Deus” diz que se a pessoa não aceitar a pregação do evangelho mórmon devem os mórmons amaldiçoa-la e não abençoa-la.
Refutação: O verdadeiro Deus Jesus Cristo e os apóstolos ensinavam o contrario disso; “Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem... Pois, se amardes aos que vos amam que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os gentios também o mesmo?” Mt 5.44-47. “abençoai aos que vos perseguem; abençoai, e não amaldiçoeis” Rm 12:14
ü  Em Doutrinas e Convênios 93:12-17 diz que Jesus recebeu no seu batismo “todo poder” tanto no céu como na terra.(Veja outra vez a supervalorização do batismo)
Refutação: A Bíblia declara que “todo” poder só foi dado a Jesus depois da ressurreição, como o próprio Jesus afirma: “E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dado todo o poder no céu e na terra” Mt. 28:18. No batismo Jesus ainda estava na condição como descrita em Fp 2:6-8, “o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz.” Portanto, esta asseveração é antibíblica.
ü  No livro de Moisés 1:34 diz que o nome Adão significa “Muitos”. Um tremendo erro de conhecimento e falta de dedicação pelo menos a uma pesquisa.(O Livro de Moisés é um livro dentre os vários de ensinamentos mórmons.)
Refutação: “Adam” é uma dentre várias palavras hebraicas que significam "homem": ele vem do solo, adamah. Adão, segundo os estudiosos da língua hebraica, significa “aquele que veio da terra” ou “vermelho”. Seja como for, não significa “Muitos” como queria Smith.
ü  No livro de Abraão 1:20, Joseph Smith afirma que o título “Faraó” significa “rei pelo sangue real”
Refutação: É lógico que a palavra bem como o titulo Faraó não tem nada a ver com essa arrepiante conotação. “A palavra "faraó" (do egípcio per-a'a, pelo grego pharaón) significava originariamente "grande casa" ou "palácio real".” (Enciclopédia Britânica do Brasil Publicações Ltda.)
ü  No livro de Moisés 6:6 lemos que na época de Adão já existiam livros e que seus filhos “foram ensinados a ler e a escrever, possuindo uma linguagem pura e incorrupta”
Refutação: É claro que isto é pura invencionice, já que os arqueólogos, antropólogos, sociólogos e linguistas têm mostrado que a escrita é “de invenção relativamente recente (IV milênio aC), a escrita foi um enorme avanço para a civilização e permitiu recompor com segurança a história.” (Enciclopédia Britânica do Brasil Publicações Ltda.)

CONTRADIÇOES DOUTRINARIA.  (Afinal em que creem os mórmons?)
1-    DEUS É UM HOMEM EXALTADO?
Afirmação: SIM, dizem os mórmons: “Deus é um homem glorificado e perfeito, um personagem de carne e ossos” (Doutrinas e Convênios, 130:22)
Contradição: NÃO, dizem os mórmons: “Crês tu que este grande Espírito que é Deus” (Alma 18:26-28 livro de Mórmon) “cremos que és Deus e cremos que és santo; e que eras um espírito e que és um espírito e que serás um espírito para sempre” (Alma 31:15 Livro de Mórmon)
Assim diz o Senhor: “Deus é Espírito” (João 4:24) e não é homem para que minta (Num. 23:19); um espírito não tem carne e ossos (Lc. 24:39).
Dizem os mórmons: “O Pai e o Filho não habita no coração do homem” (Doutrinas e Convenios.130:3).
Assim diz o Senhor: “e meu Pai o amará, e viremos a ele, e faremos nele morada.” Jo14:23 Ef. 3:17.
2-     O PAI O FILHO E O ESPÍRITO SANTO SÃO UM SÓ DEUS OU NÃO?
Afirmação: SIM, dizem os mórmons: “O Pai, o Filho e o Espírito Santo são um só Deus.” ((Doutrinas e Convênios. 20:28).
Contradição: NÃO, dizem os mórmons: “são três personagens distintos e três deuses” (Ensinamentos do profeta Joseph Smith Jr, pp.361/2).

3-    HÁ UM SÓ DEUS OU MUITOS DEUSES?
Afirmação: SIM, dizem os mórmons: “Por meio dessas coisas sabemos que há um Deus nos céus” (Doutrinas &Convênios, 20:7,19) e “Existe mais de um Deus? E ele respondeu: não.” (Alma 11:28,29  Livro de Mórmon)
Contradição: NÃO, dizem os mórmons: “isto é os deuses, organizaram e formaram os céus e a terra” (Livro de Abraão 4:1)
Assim diz o Senhor: “Assim diz o Senhor, Rei de Israel, seu Redentor, o Senhor dos exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus.” (Isaias 44:6; 45:21).
4-     DEUS É ETERNO?
Afirmação: SIM, dizem os mórmons: “é imutável de eternidade a eternidade” (Moroni 8:18 Livro de Mórmon)
Contradição: NÃO, dizem os mórmons: “Temos imaginado que Deus é Deus desde todo o sempre. Eu refutarei esta ideia e retirarei o véu” (Ensinamentos do profeta Joseph Smith Jr, pp.337). Assim diz o Senhor: “de eternidade a eternidade tu és Deus” (Sl 90:2)
5-    O HOMEM PODE TORNAR-SE DEUS?
Afirmação: SIM, dizem os mórmons que sim: “Então serão deuses, pois não terão fim...” (Doutrinas & Convênios, 130:20)
Contradição: NÃO, dizem os mórmons: (Alma 11:28,29)
Assim diz o Senhor: “antes de mim Deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá” (Isaías 43:10.
6-    JESUS FOI GERADO PELO ESPÍRITO SANTO?
Afirmação: SIM, dizem os mórmons: “o Espírito Santo a cobrirá com sua sombra e ela conceberá pelo poder dele e gerará um filho” (Alma 7:10 Livro de Mórmon)
Contradição: NÃO, dizem os mórmons: “Cristo não foi gerado pelo Espírito Santo.” (Doutrina de Salvação Vol. 1 p. 21)
Assim diz o Senhor: “achou-se concebida pelo Espírito Santo” (Mt. 1.18).

CONTRADIÇÕES NAS REVELAÇÕES.
Livro de Mórmon. A remissão dos pecados é obtida através do batismo [III Nefi 12:2 e Morôni 8:11].
Doutrina e Convênios. Contradizendo-se afirmam em 20:37 que o perdão dos pecados antecede ao batismo.
Doutrina e Convênios 132:32-34 diz que a poligamia podia ser praticada, pois “esta era a lei”. Mas parece que o Deus Mórmon [ou Joseph Smith]  eram um tanto contraditórios.
Livro de Mórmon. Jacó 2:26-28 o contrário disto: “Pois que nenhum homem dentre vós deve ter mais que uma esposa”.
Livro de Moises 2:1 está registrado que Jesus criou todas as coisas.
Livro de Abraão declara que foram os deuses e não mais Jesus [Abraão 4:1] que criaram tudo.
Regras de Fé. Na questão nº 2 lemos: “Cremos que os homens serão punidos pelos seus próprios pecados e não pela transgressão de Adão”
Livro de Mórmon. “pois mostrou a todos que estavam perdidos por causa da transgressão de Adão” (II Nefi 2:21)
Livro de Mórmon. Em Alma 12:22, diz que a queda de Adão transformou toda a humanidade num povo “perdido e decaído”
Princípios do Evangelho.  Pág. 33  diz que a queda de Adão foi uma benção: “Todavia, as escrituras dos últimos dias nos ajudam a entender que a queda foi um passo necessário no plano de vida e uma grande benção para todos nós.”
Livro de Mórmon. Lemos em II Néfi 10:11 que a terra não teria “reis”.
Livro de Mórmon. Jacó 1:9,15 aparece Néfi ungindo um homem para ser rei [Jarom 1:7].
Doutrinas & Convênios. Lemos que a ceia do Senhor seria ministrada com pão e vinho literais [Doutrina e Convenios 27:3,4 e III Néfi 18:2,3,8]
Princípios do Evangelho. Mas contradizendo este mandamento claro das escrituras mórmons e da Bíblia, os mórmons atuais tomam água ao invés do vinho, menosprezando assim, o sangue de Jesus [pág. 153]
Doutrinas e Convênios. 68:29 diz que os habitantes de Sião, que são os mórmons, deveriam descansar e santificar o sábado.
Princípios do Evangelho. Contradizendo esta ordem o livro diz que o dia para o descanso e santificação é o Domingo [Princípios do Evangelho, pág. 161].
Considerações Finais
Então queridos amigos e irmãos após termos estudado e lido  juntos toda essa vasta literatura mórmon, e comparado com a Bíblia sagrada e seus próprios escritos, como também a historia, a ciência, e a própria Fé Cristã, fica difícil aceitar a reivindicação mórmon de que seus escritos são divinamente inspirados como a Bíblia.
Existem muitas outras questões que colocam o mormonismo como uma religião sectária e perniciosa, e seu fundador como um falso profeta, não necessitamos de um tratado teológico para chegarmos a essa conclusão basta tão somente aferirmos seus ensinamentos com o que aprendemos na apostila como identificar uma seita, aplicando-lhes as quatro operações aritmética. Somar algo a Bíblia como Livro de Mórmon, Doutrinas e convênios, e outros, Subtrair algo da pessoa de Jesus não o aceitando como DEUS, Multiplicando a salvação pelas obras, e dividindo a gloria de DEUS com homens, fica, portanto devidamente esclarecido e provado que o mormonismo é uma SEITA. Infelizmente só tenho a dizer: pelo que saí do meio deles povo meu, e continuemos firme em nosso proposito de dar a Jesus Cristo nosso Unico e suficiente Salvador toda HONRA, toda GLORIA e todo LOUVOR pelos séculos dos séculos.

Defesa da fé. nº 2 e 66. Autoria de Natanael Rinaldi.
site: www.cacp.org.com
Editado e Adptado por:
Abdias Barreto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentário... Assim você estará contribuindo com nossos leitores. Grato!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...